Memórias da Comunidade Mineira de Rio Maior, 1916-1969 (11)

 

 

 

 

 

BIBLIOGRAFIA

 

 

Periódicos:

 

 

Concelho de Rio Maior, Rio Maior, 1936 -1950.

Diário Ilustrado, Suplemento Económico, Lisboa,1958.

Diário Popular, Lisboa, 1964.

Jornal de Rio Maior, 2ª Série, Rio Maior, 1956 - 1960.

Jornal do Oeste, Rio Maior, 1964 - 1974.

O Riomaiorense, 2ª Série, Rio Maior, 1912 - 1921.

O Riomaiorense, 3ª Série, Rio Maior, 1949 - 1964.

O Século Ilustrado, Lisboa, 1955.

Vida Social, Rio Maior, 1961 - 1975.

 

 

 

Fontes impressas e edições electrónicas:

 

 

 

AGUIAR, Fernando, 1958. Por Rio Maior I. Edição do autor. Rio Maior.

 

BRANDÃO, J.M.; ROCHA, N.A., 2006. Fábrica de Briquetes das Minas do Espadanal (Rio Maior, Portugal) Modernidade Esquecida, De Re Metallica, 6-7: 13-22. Madrid.

 

BRANDÃO, J.M.; ROCHA, N.A., 2007. Couto Mineiro do Espadanal (Rio Maior): Memória e Património de um Passado Industrial, Arqueologia Industrial, quarta série, volume III, 1-2: 5-19. Vila Nova de Famalicão.

 

DUARTE, Fernando, 1979. História de Rio Maior. Edição do autor. Rio Maior.

 

ROCHA, N.A., “Minas do Espadanal (Rio Maior). Memória, Património, Identidade”, XXIX Encontro da Associação Portuguesa de História Económica e Social, 2009. http://web.letras.up.pt/aphes29/data/Texto_Nuno%20Alexandre%20Rocha.pdf

 

ROCHA, N.A., 2010. Couto Mineiro do Espadanal (Rio Maior). História, Património, Identidade. Dissertação de Mestrado em Arte, Património e Teoria do Restauro apresentada ao Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa sob a orientação do Prof. Dr. Fernando Jorge Artur Grilo, Lisboa.

 

Director e Proprietário: Nuno Alexandre Dias Rocha, 2015-2018. © Todos os direitos reservados.                                                                                             Distribuição gratuita

  • w-facebook
  • w-tbird
  • w-googleplus