Bombeiros Voluntários de Rio Maior (2)

                                                    

 

 

                                        

                             

                                             

 

Em 1949 foi criado o Fundo de Construção do Novo Quartel (figura 2), com 7.000$00 depositados na Caixa Geral de Depósitos (1).

 

Em 1959 começaram os circuitos ciclistas, integrados na Feira de Setembro.

 

Em 1974 (2), deu-se a conclusão das obras do Quartel (velho) (figura 3).

 

Prevista a visita do Sr. Presidente da República para 28/04/1974.

 

1979 – Discussão e aquisição de um terreno junto ao Quartel para construção do parque de viaturas, casa escola e habitação para bombeiros.

 

1980 – Visita do Primeiro-ministro Dr. Sá Carneiro.

 

1981 – Assembleia Geral – Construção de um novo edifício para Quartel sede, resultante da proposta da Câmara Municipal que se ofereceu para a troca das instalações actuais com outras novas na zona urbana do Campo da Feira. No mesmo dia, em reunião extraordinária, foi analisado e aprovado o local para implantação da sede social e o anteprojecto dos edifícios que, afinal, não foram definitivos.

 

Não foi fácil nem consensual a escolha da implantação do novo Quartel!

 

Optou-se, enfim, pelos terrenos da Cerâmica Ferreira & Frazão. A Câmara fez a permuta dos mesmos com lotes na Avenida Paulo VI.

 

Imediatamente os órgãos sociais agregaram a si o Comando e restante corporação, secções de apoio, sócios e outros amigos para dinamizar uma campanha abrangente para a angariação de fundos (estatais e locais): comissões por zonas de concelho para os peditórios, espectáculos vários, ofertas, circuitos de ciclismo, standes e restaurantes na Feira das Cebolas, sorteios… Foi uma terra inteira a trabalhar e a vibrar à volta dos seus Bombeiros!

 

Não acrescento mais pormenor à volta do Quartel Novo por me parecer que merece um tratamento à parte, baseado nos dados e documentos já recolhidos.

 

Só me falta mencionar, como outro grande acontecimento que agitou e marcou a nossa Associação: “O Centenário da Fundação” no dia 8 de Dezembro de 1992. Foi comemorado como uma efeméride notável e distinta, com actos solenes religiosos e civis que envolveram todos os elementos da Casa e outras instituições privadas e públicas!

 

Com um programa intenso e abrangente, estendeu-se por alguns dias e foi partilhado pelos riomaiorenses e visitantes e muitas entidades convidadas.

 

Mais um testemunho do reconhecimento da nossa terra, da gratidão pelos homens e mulheres que, hoje, dignificam e valorizam a nossa Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior!

 

O ideal de bem-fazer, a consciência cívica, o carácter solidário postos ao serviço desta causa são, para nós, motivo de esperança renovada que nos faz acreditar e desejar um futuro bom para bem de toda a nossa comunidade e onde forem chamados!

 

Para todos um abraço e um muito obrigada da

 

Isilda Soveral

BOMBEIRO

Quando pões um sorriso nos olhos de uma criança

e és p'ra ela um arco-íris de esperança;

Quando amparas um velho trôpego e doente

com carinho do filho que está ausente;

Quando dizes baixinho à mãe angustiada

“isto não vai ser nada”;

Quando corres p'rás chamas

e pisas cansado o mato ardido;

Quando da estrada levantas o corpo mutilado

com respeito pelo Outro, que para ti é sagrado

Quando te dás em alegria e amor

e acodes sempre que és chamado;

estás a fazer deste mundo, um mundo melhor;

estás a ser, da Paz, verdadeiro Soldado!!

Isilda Soveral

Figura 2 - O Quartel dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior, em 1956. © Colecção António Feliciano Júnior, Arquivo do jornal O Riomaiorense.

Figura 3 - O antigo Edifício-sede da Associação dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior, concluído em 1974. © Colecção Nuno Rocha, 2005. Arquivo do jornal O Riomaiorense.

(1)

Nota do editor: Entre 1951 e 1955, foi construído um novo Quartel dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior, de acordo com projecto de António Carreira Pereira d'Almeida (figura 2).

(2)

Nota do editor: Em 1974, foram concluídas as obras de construção do Edifício-sede da Associação dos Bombeiros Voluntários de Rio Maior, cujo projecto datava da década de 50 (figura 3).

Director e Proprietário: Nuno Alexandre Dias Rocha, 2015-2018. © Todos os direitos reservados.                                                                                             Distribuição gratuita

  • w-facebook
  • w-tbird
  • w-googleplus